Pular para o conteúdo
Imagem: Food service tem desempenho positivo em janeiro

As 17 empresas associadas ao IFB (Instituto Foodservice Brasil) registraram em janeiro um crescimento nominal de 8,2% nas vendas e real - descontado a inflação - de 3,2%, em relação ao mesmo período de 2023. Na comparação com as mesmas lojas, o aumento foi de 4,1%. O Índice de Desempenho Foodservice (IDF) também mostrou que a participação do canal delivery permanece estável para os estabelecimentos, representando 19,1% do total das vendas. Os estabelecimentos localizados nos centros comerciais, como shoppings, supermercados, aeroportos e strip malls, registraram variação de faturamento de 6,9%.

13/03/24

Imagem: Food service sofre queda de 5,3% no tráfego

O setor de food service registrou queda de 5,3% no tráfego no terceiro trimestre de 2023, totalizando 3,1 bilhões de visitas, contra 3,3 bilhões no mesmo período de 2022. De acordo com a pesquisa CREST - estudo sobre o comportamento dos consumidores da alimentação fora do lar realizado pela Mosaiclab -, os gastos nos estabelecimentos totalizaram R$ 54,3 bilhões, o que representa uma redução de 2,5%. No entanto, o ticket médio subiu 3%, para R$ 17,30, registrando o menor aumento desde o segundo trimestre de 2021. Para a Mosaiclab, a desaceleração reflete o cenário econômico complexo do país.

04/01/24

Imagem: Brasil tem 1,6 milhão de negócios food service ativos

Nos últimos três meses, o segmento de lanchonetes registrou a maior abertura de novos negócios, alcançando 227 mil unidades em todo o território nacional. Só em São Paulo, foram 46 mil novas unidades, o estado é o maior em abertura de estabelecimentos envolvendo a alimentação fora do lar no mesmo período. É o que revela o estudo elaborado pela Driva para o IFB (Instituto Foodservice Brasil). A pesquisa mostra também que o Brasil tem 1,6 milhões de estabelecimentos ativos, e ainda reúne, atualmente, 1,1 milhão de estabelecimentos categorizados. O segmento de Bar ocupa a segunda colocação.

03/10/23

Imagem: Vendas do food service sobem 9,4%

O segmento de food service no Brasil fechou o mês de maio com crescimento nominal de 9,4%, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Índice de Desempenho Foodservice (IDF), realizado pelo Instituto Foodservice Brasil (IFB) com empreendedores associados. O aumento acumulado do mercado atingiu 12,8% nos últimos 12 meses. Já o número de transações teve variação positiva de 2% no mês e, no acumulado do ano, saltou para 4%. O ticket médio também subiu 7,4% em maio e a quantidade de lojas de food service teve um aumento de 0,1%, atingindo um total de 6.676 unidades no país.

21/07/23

Imagem: Food service cresce 33,5% até outubro

No acumulado do ano até outubro, o segmento de alimentação fora do lar teve alta de 33,5% em vendas, segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Foodservice Brasil (IFB). Apenas em outubro, o aumento foi de 22,6%. O número de transações no período avançou 10,4%, enquanto o ticket médio subiu 11,2%. "O aumento da inflação no período impulsionou o crescimento da alimentação fora de casa, com um salto de 12,6% em relação ao ano passado", afirma o IFB.

01/12/22

Imagem: Bares e Restaurantes Aquecem Vendas em 2022

No acumulado do ano até abril, o setor de food service registrou incremento de 48,6% em vendas, em relação ao mesmo período do ano passado. Considerando apenas abril, a alta foi de 74,6%, segundo dados do Instituto Foodservice Brasil (IFB). As transações do setor aumentaram 72,8% no mês e 34,2% no acumulado. O tíquete médio teve uma leve elevação de 0,7%, ficando em torno de R$ 37,10. O número de lojas aumentou quase 3%, indo de 7.883 estabelecimentos no ano passado para 8.110 até o momento. De acordo com o estudo, o delivery representou 19,5% das vendas em abril.

14/06/22

Imagem: Pesquisa Lista Marcas Mais Lembradas pelo Setor

O IFB (Instituto Foodservice Brasil), em parceria com o Instituto de Pesquisa IPESO, realizou a Pesquisa Top of Mind Food Service. O objetivo é elencar as marcas da indústria e os prestadores de serviços mais lembrados por restaurantes, bares e lanchonetes. A marca Sadia apareceu em primeiro lugar em três categorias: bacon (35%), linguiça calabresa (34,7%) e pepperoni fatiado (13,4%). Na categoria óleo de algodão, aparece a Liza, com 10,8% de participação. Em batata frita congelada, McCain é a mais lembrada (33,4%), seguida pela Bem Brasil (12,6%). Em cobertura de chocolate, a Nestlé liderou (21,6%).

12/04/22