Pular para o conteúdo
Imagem destaque: 74% dos operadores de food service fecham 2023 com faturamento superior
Crédito: Freepik

74% dos operadores de food service fecham 2023 com faturamento superior

  Mesmo com um cenário desafiador, 74% das marcas respondentes, que representam 5.675 unidades, tiveram lucro em 2023, enquanto 21% fecharam 2023 próximo a zero de lucro e 5% com prejuízo. Esses são dados do levantamento “Pesquisa Alimentação Hoje: a visão dos operadores de foodservice”, produzido pela ANR (Associação Nacional de Restaurantes), Galunion - consultoria especializada no mercado de food service, e ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos). Os dados ainda mostram que houve um decréscimo de seis pontos percentuais no número de empresas do segmento que estão com dívidas ou atrasos de pagamento, caindo de 28% em agosto de 2023, para 22% em fevereiro-março de 2024. 


Desempenho em faturamento

  Se comparar o ano de 2023 com 2022, o desempenho do faturamento total das marcas foi superior para 74%. Outros 18% revelaram estar com faturamento igual e 8% com receita inferior. "Apesar do cenário positivo, vemos que ainda há um desafio muito grande para retomada de margens pré-pandemia. Digo isso, pois quando comparamos os parâmetros de agora com os anteriores a 2020, verificamos que os operadores, de forma geral, já superaram essa questão em relação ao faturamento. Mas, devemos levar em consideração que também houve um aumento geral de preços ao consumidor final, fazendo com que o faturamento suba naturalmente”, analisa Fernando Blower, diretor executivo da ANR.


Parceria com indústrias

 As principais formas de fornecimento de produtos para os estabelecimentos de food service em 2023 foram: compra direta da indústria (67%), uso de distribuidores especializados (44%), compras em atacados e cash & carry (44%) e compra pela internet de marketplaces (30%). “Apenas no ano passado, 27,6% do que a indústria de alimentos vendeu no mercado interno foi para o food service: R$ 234,9 bilhões, 11,9% a mais que o apurado em 2022. Isso demonstra a importância deste canal para a indústria de alimentos industrializados”, comenta João Dornellas, presidente executivo da ABIA.  



27/05/2024

Compartilhar

Notícias em destaque