Pular para o conteúdo
Imagem destaque: Preço da cesta básica aumenta em 11 cidades
Imagem de freepik

Preço da cesta básica aumenta em 11 cidades

  O valor do conjunto dos alimentos básicos aumentou em 11 das 17 capitais onde o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) realiza a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. Entre abril e maio de 2024, as maiores elevações ocorreram em Porto Alegre (3,33%), Florianópolis (2,50%), Campo Grande (2,15%) e Curitiba (2,04%). Já as principais quedas foram registradas em Belo Horizonte (-2,71%) e Salvador (-2,67%). São Paulo foi a capital onde o conjunto dos alimentos básicos apresentou o maior custo (R$ 826,85), seguida por Porto Alegre (R$ 801,45), Florianópolis (R$ 801,03) e Rio de Janeiro (R$ 796,67).


Análise anual

 Na comparação entre maio de 2023 e 2024, quase todas as cidades tiveram alta de preço, exceto Goiânia (-0,05%). As elevações variaram entre 2,53%, em Vitória, e 6,84%, em João Pessoa. Com base na cesta mais cara, que foi a de São Paulo, o salário-mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria ter sido de R$ 6.946,37, ou 4,92 vezes o valor atual de R$ 1.412,00, de acordo com cálculos do Dieese.

07/06/2024

Compartilhar

Notícias em destaque