Pular para o conteúdo
Exclusivo GiroNews
Imagem destaque: Após boom, honest market gera dúvidas ao franchising sobre real potencial de crescimento
Crédito: Divulgação

Após boom, honest market gera dúvidas ao franchising sobre real potencial de crescimento

 O canal alimentar viu despontar nos últimos anos um novo movimento: o dos mercados autônomos - ou honest market. Localizados em prédios comerciais e residenciais, os pontos de venda se mostram acessíveis para todos os tipos de investidores. O modelo, que contempla startups como Minha Quitandinha e Market4u, começou a se popularizar no Brasil em 2017 com a inauguração da primeira loja da Zaitt, que teve sua operação vendida recentemente para a buybye, após passar pelo controle da multinacional Sapore entre 2019 e 2023. Neste período, diversas empresas iniciaram suas operações e, segundo ABF (Associação Brasileira de Franchising), atualmente o Brasil conta com 2.666 franquias de mercados autônomos, divididas por 9 marcas/empresas associadas.


Projeções Não se Confirmam 

  Algumas das incertezas no mercado de franchising se devem justamente a diversos planos de expansão que não se confirmaram nestes anos de popularização do formato. Uma apuração realizada por Giro News em 2021, com 9 players, apontava um cenário para a abertura de mais de 110 mil lojas autônomas até 2025. Deste total, 100 mil faziam parte do plano de expansão da Market4u, que naquela época projetava também 200 mil unidades pelos próximos cinco anos no Brasil. Atualmente, a rede conta com cerca de 2.100 lojas. Indo na mesma linha, a Minha Quitandinha tinha como meta triplicar o número de lojas em 2022 e fechar 2023 com 800 unidades abertas. Atualmente, a startup possui 210 unidades em operação pelo Brasil, distribuídas em 21 estados.


Visão do Franchising

 Em entrevista ao Jornal Giro News, Marcus Rizzo, cofundador da ABF, comenta que o mercado de conveniência tem grande potencial de crescimento, mas os negócios precisam ser bem estruturados. “A característica dessas franquias honest market nem são testadas e eles partem para franquias sem conhecimento operacional, que é a lógica do franchising. E na maioria das franquias que a gente tem falado, elas se encaixam em franquias de marca e produto que tem vida curta”. Rizzo afirma ainda que o segredo do negócio é ter um modelo que atinja especificamente o mercado de conveniência, e que tenha um franqueado 100% dedicado. “Na minha opinião, ou você é síndico ou você é franqueado. Não dá para as duas coisas acontecerem ao mesmo tempo. Se não tiver um franqueado que cuide da operação e que esteja atento à reposição e funcionamento diariamente, tenho certeza que o negócio se esfacela muito rapidamente”, finaliza.


Novas Projeções

 Questionada sobre os novos números de projeção e também de fechamentos, a Market4u revela que ‘houve diversos fechamentos’, porém, não detalha a quantidade de unidades encerradas. “Por ser um segmento novo, houve um período de discovery, onde não havia a definição clara dos pontos que traziam viabilidade para o modelo”, comenta Eduardo Córdova, CEO da empresa, que para 2024 projeta dobrar de tamanho e chegar a 4 mil lojas. A Minha Quitandinha, também citada nesta reportagem, projeta mais que dobrar de tamanho este ano e saltar de 210 para 455 lojas, além de iniciar operação nos Estados Unidos.


*As assessorias de imprensa da Minha Quitandinha e do market4u emitiram comunicados após a publicação desta reportagem. Acompanhe na íntegra! 

22/05/2024

Compartilhar

Notícias em destaque