Pular para o conteúdo
Imagem destaque: market4u divulga posicionamento sobre matéria de honest market
Crédito: Divulgação

market4u divulga posicionamento sobre matéria de honest market

 Mencionado na matéria de honest market publicada pelo Jornal Giro News, o market4u emitiu uma nota informando dados de sua operação e do segmento de mercados autônomos no Brasil. O comunicado é assinado pelo sócio-fundador e CEO do market4u, Eduardo Córdova. Veja o posicionamento, na íntegra, abaixo:


“O market4u é uma rede de mercados autônomos que opera proporcionando comodidade e segurança para as pessoas em condomínios comerciais e residenciais. Fundado em 2020, em meio à pandemia da Covid-19, registramos, em média, um crescimento anual de 60% e em 2023, período em que inauguramos mais de uma franquia a cada 24 horas durante três meses, encerramos o ano com faturamento de R$ 170 milhões, 2100 unidades em operação, mais de 400 franqueados e mais de 600 mil clientes atendidos. Vale ressaltar que o faturamento médio das lojas dobrou de 2021 para 2024, uma vez que, dentro deste período, aumentamos a retenção de PDX - pontos de experiência mais rentáveis.


Diferente do que foi afirmado, o modelo foi testado e validado pelo segmento, considerando que iniciamos nossas operações com 500 lojas próprias, antes de entrar para o franchising. Além disso, a rede conta com parcerias concretas com grandes indústrias do segmento alimentício que comprovam o sucesso do negócio, tais como: Coca-Cola FEMSA, Ambev, Mondelez, Kibon, Red Bull e Mars. As mudanças nas projeções de crescimento de qualquer empresa ocorrem o tempo todo, então planos que tínhamos no passado não serão os mesmos atualmente, até porque existem outros fatores externos, como a própria economia do país, que é cíclica, o que não configura como única fonte de dúvida o potencial crescimento do honest market no Brasil.


No que diz respeito aos mercados autônomos no país, o que já mapeamos é que existem mais de 300 mil empresas com mais de 100 funcionários e 50 mil condomínios residenciais, que possuem potencial para receber um mercado autônomo. Outro desencontro de informação é que o segmento é amplamente defendido pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), da qual somos associados desde 2020, tanto que neste ano recebemos a classificação de maior microfranquia do país pela associação, além de sermos premiados na categoria Pleno do Selo de Excelência Em Franchising (SEF).”



24/05/2024

Compartilhar

Notícias em destaque