Pular para o conteúdo
Imagem: Pagamentos via Pix crescem 738% nas compras de final de ano

Nas últimas semanas de 2023, as vendas no varejo tiveram um aumento de 738% nas transações via Pix, em comparação ao mesmo período de 2022. No volume total transacionado o crescimento foi de 852%. Esses dados são da Linx, empresa do grupo StoneCo e especialista em tecnologia para o varejo, em parceria com o Instituto Propague. Superando a variação do crescimento do débito, os pagamentos em Pix foram responsáveis por um aumento de 247% no faturamento do varejo físico durante o dia 31 de dezembro.

23/01/24

Imagem: Vendas online têm alta de 20% no semestre

As vendas no varejo digital cresceram 20,1% no primeiro semestre de 2023, quando comparadas com o mesmo período do ano passado. Os dados são da Linx, empresa do grupo StoneCo. Um dos destaques foi a busca por retirada em lojas, com aumento de 37% em média no período, chegando a 32% de representatividade. "O omnichannel é uma das principais alavancas que o varejo possui neste momento, pois inclui a equipe de vendas da loja física dentro do e-commerce, reduz o custo de frete e aumenta a taxa de conversão do varejista, já que os sites possuem mais variedade para vender", afirma Tiago Mello, CMO e CPO da Linx.

01/08/23

Imagem: Mercados de proximidade têm alta de 137% na venda de bebidas alcoólicas no Carnaval

Um dos setores que se destacou com aumento de vendas de bebidas alcoólicas no Carnaval 2024 foi o mercado de proximidade. É o que aponta um levantamento realizado pela Linx, especializada em tecnologia para o varejo. Segundo os dados, o consumo de bebidas alcoólicas aumentou 12% em relação ao mesmo período do ano passado. E nas lojas de conveniência e minimercados, o faturamento com bebidas subiu 137% em comparação com o Carnaval de 2023. Se comparado a 2022, quando o feriado foi afetado pela pandemia, o aumento chegou a 310%.

20/02/24

Imagem: Dia dos Namorados movimenta varejo físico e online

O Dia dos Namorados, celebrado na próxima segunda-feira (12), deve movimentar R$ 2,54 bilhões no comércio varejista brasileiro. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número representa um recuo de 2,2% em relação a 2022 e é semelhante ao resultado de 2019, quando as vendas totalizaram R$ 2,53 bilhões. São Paulo (R$ 849 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 250 milhões) e Minas Gerais (R$ 232 milhões) responderão por mais da metade (52%) da movimentação financeira nacional. Por segmento, vestuário, calçados e acessórios deverão transacionar R$ 1 bilhão, o equivalente a 41% do total.

09/06/23

Imagem: Mercados de proximidade já superam resultados da Páscoa de 2022

O valor faturado pelos mercados de proximidade com a venda de chocolates já é 30% maior em relação a 2022. Segundo dados da base de clientes da Linx, empresa do grupo StoneCo, as vendas de chocolates em diferentes formatos realizadas durante a Quaresma, iniciada em 23 de fevereiro, atingiram 80% do total consumido em todo o período da Páscoa do ano passado. "A expectativa é que, até o fim do feriado, esses números sejam ainda mais promissores, levando em conta que temos um 'boom' de compras de ovos e chocolates na semana da Sexta-feira Santa, quando os produtos entram em descontos", afirma Samuel Carvalho, diretor da vertical de Mercado de Proximidade da Linx.

05/04/23

Imagem: Confira os produtos de supermercado mais vendidos no online

Segundo dados da Linx, com informações da vertical Mercadapp, foram feitos mais de 370 mil pedidos online de itens de supermercado no primeiro semestre de 2022, totalizando R$ 77,6 milhões de receita e ticket médio de R$ 209,89. O destaque é a categoria de hortifruti, já que 9 entre os 10 produtos mais comprados são de frutas ou legumes. O top 10 dos produtos mais pedidos é formado por: banana prata (489.008 pedidos), batata inglesa (324.311 pedidos), laranja pera (297.903 pedidos), cebola (287.122 pedidos), cenoura (209.169 pedidos), limão taiti (208.169 pedidos).

14/07/22

Imagem: Empresa Investe em Integração a Marketplaces

Comprada no ano passado pela Stone, a Linx, especializada em tecnologia para o varejo, concluiu a aquisição da Plugg.to, hub que possibilita integrações entre varejistas e plataformas de marketplace. A empresa possui 70 marketplaces integrados ao seu ecossistema, além de cerca de 1.900 clientes em sua carteira. Segundo a Plugg.to, mensalmente, são processadas 2,9 bilhões de requisições por mês. O GMV (volume bruto de mercadorias) anual é de R$ 1,3 bilhão e o faturamento, R$ 10,8 milhões, afirma a empresa. Com a junção, a Linx e a Plugg.to terão mais de 8,4 milhões de produtos digitalizados.

14/06/22