Pular para o conteúdo
Imagem: Setor de consumo e varejo registra 46 fusões e aquisições no 1º semestre

Foram registradas 46 fusões e aquisições de empresas de consumo e varejo no primeiro semestre de 2023 no Brasil, o que corresponde a uma alta de 21% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Os segmentos de alimentos, bebidas e fumo registraram 15 operações, seguidos por supermercados (9), shopping centers (8), embalagens (8) e lojas de varejo (6). Os dados são da pesquisa da KPMG no Brasil, realizada com empresas de 43 setores da economia brasileira.

18/09/23

Imagem: Preço da cesta básica paulistana cai 1,49%

Em agosto, houve uma queda de 1,49% no valor da cesta básica do paulistano. O preço médio, que em 31 de julho era de R$ 1.212, 82, passou para R$ 1.194,79 em 31 de agosto. Os dados são da pesquisa mensal do Procon-SP, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O grupo que mais colaborou para a queda no período foi o de Limpeza (-5,12%), seguido por Alimentação (-1,36%) e Higiene Pessoal (-0,04%). No mês, os produtos que mais registraram queda nos preços foram: batata (-15,61%), sabão em pó (-8,22%), feijão carioquinha (-6,90%), cebola (-5,58%) e farinha de trigo (-4,64%).

21/09/23

Imagem: Consumo de alimentos orgânicos cresce 16% no Brasil

A cada mil brasileiros, 360 se declaram consumidores de alimentos orgânicos, segundo a pesquisa "Panorama do Consumo de Orgânicos no Brasil 2023", realizada pelo Instituto Organis. Entre 2021 e 2023, o consumo da categoria registrou crescimento de 16% no país. Visto que quase 46% da população brasileira consome alimentos orgânicos, o país ocupa a quarta posição entre os maiores mercados consumidores de produtos naturais do mundo. Entre as regiões, o Nordeste apresentou o aumento mais significativo no consumo de orgânicos, de 32% em 2021 para 45% em 2023.

19/06/23

Imagem: Valor da cesta básica recua em 5 capitais

Em maio, o valor médio da cesta básica de alimentos caiu em 5 das 8 capitais analisadas pela plataforma Cesta de Consumo HORUS & FGV IBRE, na comparação com abril deste ano. As variações foram de -2,1% e -0,6% e, nas capitais onde houve aumento, as altas foram de 0,2% a 0,5%. As cidades que registram as maiores quedas foram Fortaleza e Brasília, com -2,1% e -1,4%, respectivamente. Já as maiores altas foram observadas em Salvador e Manaus, com 0,5% e 0,3%, respectivamente. A cesta mais cara continua sendo a do Rio de Janeiro (R$ 918,25), seguida pelas de São Paulo (R$ 853,05) e Brasília (R$ 736,88).

15/06/23

Imagem: Consumo dentro do lar cresce 8,5% em volume

Na comparação entre o primeiro trimestre de 2022 e o mesmo período de 2023, houve alta de 21,2% no valor das compras, 9,9% em unidades e 8,5% em volume, segundo informações do "Consumer Insights 2023", levantamento produzido pela Kantar. O estudo mostra que o consumidor consolida a migração para marcas mais acessíveis. Isso porque os produtos econômicos foram os que sofreram menor variação de preços entre março de 2022 e o mesmo período deste ano. Enquanto o preço médio por unidade de marcas econômicas variou +9,4%, os produtos premium sofreram alteração de +17,9% e os mainstream de +16,5%.

05/06/23

Imagem: Vendas do varejo têm alta de 4,6% na Páscoa

O faturamento do varejo durante a Páscoa de 2023 foi 4,6% maior do que o registrado durante a mesma época no ano passado, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). A alta foi puxada pelo setor de supermercados, que teve um crescimento de 21,7% nas vendas. No varejo alimentício especializado, categoria que inclui as docerias e lojas de chocolate, o avanço foi de 4,9%. Com este resultado, o varejo registrou o maior faturamento em cinco anos. "As vendas cresceram 30,5% em relação a 2019, ano da pré-pandemia", destaca Carlos Alves, vice-presidente de produtos e tecnologia da Cielo.

11/04/23

Imagem: Cargill investe R$ 50 milhões em fábrica de chocolate

A Cargill, multinacional de alimentos, planeja investir cerca de R$ 50 milhões até o final de 2024, para aumentar em 70% a produção de sua fábrica de Porto Ferreira, no interior de São Paulo. A unidade produz chocolates para indústria, food service e mercado artesanal. Segundo a companhia, o objetivo é atender à demanda crescente do setor industrial e aumentar a sua representatividade no setor de chocolates. A Cargill tem outras fábricas pelo país, para a produção de dez linhas de alimentos, mas a unidade de Porto Ferreira é a única da companhia na América do Sul que produz chocolate e coberturas de chocolate.

16/03/23

Imagem: Nova lei de rotulagem pode alterar consumo

As novas regras para rotulagem de alimentos, que entraram em vigor no país em outubro de 2022, devem levar à uma mudança no comportamento de consumo de alimentos e bebidas no Brasil, assim como aconteceu em outros países latinos. Dados da Kantar mostram que 1/3 dos latinos estão preocupados com sua saúde e vêm fazendo mudanças nos hábitos nutricionais, e 66% deles leem os rótulos dos produtos alimentícios. A maioria está preocupada com a quantidade de açúcares (22%), sódio (19%) e calorias (18%).

14/03/23

Imagem: Alimentos se destacam em compras para o Carnaval

A categoria de alimentos e bebidas será a mais procurada para o Carnaval 2023, com interesse de 54,1% dos brasileiros. Segundo uma pesquisa do Méliuz, 70% dos entrevistados que vão comemorar a data ainda pretendem ir às compras. No carrinho de compras, a categoria de acessórios aparece em segundo lugar, sendo buscada por 28,2% dos consumidores. Outros 22,3% buscam roupas e fantasias para a folia. A pesquisa ouviu 575 usuários da plataforma.

16/02/23