Pular para o conteúdo
Imagem: Alimentos têm alta de até 14% e puxam inflação em junho

A batata-inglesa, o leite longa vida, o café moído e o arroz foram os produtos que registraram maiores altas em preços em junho, com 14,49%, 7,43%, 3,03% e 2,25%, respectivamente. Com isso, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,21% em junho.

11/07/24

Imagem: Alimentação puxa alta da inflação em maio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) revela que os preços aumentaram 0,46% em maio, depois de uma variação de 0,38% em abril. Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a alta foi puxada pelo grupo de Alimentação e Bebidas, que subiu 0,62% na comparação com abril.

12/06/24

Imagem: Bares e restaurantes faturam R$ 107 bilhões no primeiro trimestre

Os dados do PIB trimestral, divulgados pelo IBGE, apontam que o consumo das famílias (1,5%) superou o crescimento geral de 0,8%. Com isso, a estimativa é de que os bares e restaurantes tenham alcançado um faturamento de R$ 107 bilhões no primeiro trimestre, de acordo com a Abrasel.

07/06/24

Imagem: Varejo gaúcho estima prejuízo de R$ 585,4 milhões

A CDL Porto Alegre avalia que o impacto financeiro para o varejo gaúcho neste período de enchentes foi de R$ 585,4 milhões considerando apenas a primeira semana de maio. A entidade, conectada a 300 municípios do Rio Grande do Sul, analisou o cenário com base na combinação entre levantamentos da Cielo e do IBGE.

13/05/24

Imagem: Preço da alimentação em casa acumula queda de 0,62%

Os preços da alimentação em domicílio acumulam deflação de 0,62% dentro do período de 12 meses até agosto. É o que mostram os dados do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), essa é a primeira vez, desde maio de 2018, que o subgrupo mostra redução no acumulado de 12 meses. Na época, a deflação foi de 3,8%. Em agosto deste ano, os preços da alimentação em casa tiveram queda de 1,26%, registrando a terceira queda consecutiva, após 0,72% em julho e 1,07% em junho. Para o instituto, a deflação se deu por conta das melhores condições climáticas e pela maior oferta de alimentos no mercado.

13/09/23

Imagem: Alimentos e bebidas puxam deflação em junho

Os grupos de alimentação, bebidas e transportes foram os que mais contribuíram para a deflação de 0,08% registrada em junho, na comparação com maio, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) teve a menor variação para o mês de junho desde 2017, quando houve queda de 0,23%. No mesmo período do ano passado, a variação da inflação havia sido de 0,67%. Já no acumulado de 2023, o índice de preços totaliza alta de 2,87% e, nos últimos 12 meses, de 3,16%.

12/07/23

Imagem: Cesta básica tem alta de 3,41% no e-commerce

Um levantamento feito pela Precifica, especializada em soluções de pricing, mostra que o valor da cesta básica na região metropolitana de São Paulo subiu 3,41% em outubro, no e-commerce, na comparação com setembro. Com isso, saltou de R$ 613,65 para R$ 634,59. Trata-se da primeira alta após cinco quedas consecutivas. Em maio, houve diminuição de 1,25%; em junho, de 0,88%; em julho, de 5,67%; em agosto, de 1,54%; e em setembro, de 4,64%. O estudo envolveu 13 itens disponíveis em cinco plataformas de e-commerce de empresas supermercadistas que atuam na região.

16/11/22