Pular para o conteúdo
Imagem: Cerveja Sol ganha versão zero álcool no Brasil

O Grupo Heineken expande seu portfólio na categoria de cerveja zero álcool do segmento premium. A nova “Sol Zero” será distribuída para pontos de venda em São Paulo, Minas Gerais e na região Sul, incluindo supermercados, lojas de conveniência e restaurantes.

03/07/24

Imagem: 57% dos brasileiros frequentam bares e restaurantes; churrascarias lideram preferência

Pela primeira vez, o Brasil foi selecionado para integrar uma pesquisa global da NielsenIQ com frequentadores de bares e restaurantes e cafés, e foi detectado que 57% dos brasileiros costumam frequentar restaurantes. As churrascarias lideram a preferência com 40%, seguidas pelos cafés, com 37%, e bares e botecos, que respondem por 25%.

20/06/24

Imagem: Grupo Petrópolis lança refrigerante TikTok

O Grupo Petrópolis, fabricante de rótulos como Itaipava, Petra, Black Princess, Cacildis e TNT, apresenta seu mais recente lançamento: o refrigerante TikTok. A nova marca, desenvolvida em parceria com a empresa Por Natureza para atender à demanda dos consumidores da geração Z, que buscam por marcas e produtos diferentes e inusitados, traz o refrigerante na versão lata em 350 ml e nos sabores frutas vermelhas, frutas amarelas e cola.

15/05/24

Imagem: Coop tem alta de 12% na venda de cervejas artesanais

Mensalmente, a categoria de craft beer tem crescido na ordem de 12% na rede de supermercados. Em 2023, a Coop registrou alta de 19% em cervejas artesanais, em comparação ao ano anterior. "Hoje, a categoria de cervejas especiais da Coop envolve 139 rótulos de indústrias como Ambev, Heineken, Casa Flora, Interfood, Petrópolis, Madalena e Alcapone", explica Diego Machado, da área comercial da rede. Como forma de apresentar alguns rótulos de cerveja artesanal, a Coop lançou a "Confraria de Cervejas". A primeira edição aconteceu em março, com um grupo de cooperados que foram convidados a participar de degustações.

03/04/24

Imagem: Supermercados registram ruptura de 13,9% em setembro

Em setembro, a falta de alguns produtos nas gôndolas de supermercados aumentou 0,5% em relação a agosto, levando assim a uma ruptura de 13,9% de mercadorias. Esses números foram levantados pela Neogrid, empresa de tecnologia e inteligência de dados, e pela plataforma de inteligência de mercado Horus. Os segmentos que apresentaram mais indisponibilidade foram: ovo (16,4%), leite (14,1%), achocolatado (13,7%) e cerveja, que teve diminuição de variedade e atingiu o maior patamar do ano, com 12%.

26/10/23

Imagem: Justiça aprova plano de recuperação do Grupo Petrópolis

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro homologou o plano de recuperação judicial do Grupo Petrópolis, dono de marcas como Itaipava, Petra, Crystal e TNT. Com isso, a companhia poderá colocar em prática a proposta, que já foi aprovada por 96% dos credores. O plano prevê o escalonamento da dívida em diferentes períodos, com pagamento de 5.000 credores até 2035. "Com a homologação do plano de recuperação pela Justiça, o Grupo Petrópolis ganha a capacidade de retomar os investimentos em suas fábricas em todo o Brasil, aumentando a produção e garantindo a manutenção de postos de trabalho", afirma a companhia.

25/10/23

Imagem: Consumo de cerveja em casa alcança patamar de 2019

O consumo de cerveja em casa subiu 6,5% no primeiro semestre, na comparação anual, enquanto o consumo fora de casa caiu 5,4% no mesmo intervalo. Os dados são da pesquisa Consumer Insights Brasil, produzida pela Kantar. Segundo o relatório, este foi o maior patamar de consumo da bebida em casa desde 2019, puxado pelo público de mais de 50 anos, que registrou alta de 8% em relação ao primeiro semestre de 2022. A faixa etária teve queda de 11% no consumo de cerveja fora de casa, mas impulsionou as vendas das marcas premium, que cresceram 81%. Já os jovens foram os que mais passaram a beber fora de casa.

09/10/23

Imagem: Grupo Petrópolis tem novo plano de recuperação judicial

O Grupo Petrópolis, dono de marcas como Itaipava, Crystal e Petra, apresentou uma segunda proposta de plano de recuperação judicial, para o pagamento de dívidas de R$ 5,5 bilhões. O documento prevê continuidade das operações e inclui medidas como venda de unidades produtivas isoladas (UPIs), como parte da frota de caminhões e dos ativos de energia; prazos de pagamento de dívidas até 2035; e captação de recursos junto a credores, instituições financeiras ou investidores. O primeiro plano de recuperação judicial da cervejaria foi apresentado em maio, mas representantes do Grupo Petrópolis solicitaram adiamento para apresentação de um novo documento.

08/09/23