Pular para o conteúdo
Imagem em destaque

Confira 4 mudanças realizadas no e-commerce brasileiro!

Marketplace em Evolução

O marketplace passa por uma verdadeira transformação no Brasil. É possível elencar uma série de medidas adotadas pelas empresas, desde mudanças na logística para entregas no mesmo dia, experiências para a jornada de compra e presença em locais até então menos visados pelas empresas. Veja abaixo quatro mudanças realizadas no e-commerce brasileiro, a partir de cases do Mercado Livre, Vtex, Americanas e Amazon.

Mercado Livre garante entregas no mesmo dia
Uma das transformações passa pela reestruturação logística dos marketplaces e, com isso, uma otimização nos prazos das entregas. O Mercado Livre é um exemplo disso. Antes, o processo buscava o produto no endereço do seller para, em seguida, enviar para o comprador. "Hoje, para os produtos em Full, nós tomamos conta de todo o processo logístico. Dessa forma, quando acontece uma compra, nós coletamos o produto já armazenado em nossos centros de distribuição e realizamos o envio por meio da nossa frota dedicada, com um fluxo controlado por sistemas desenvolvidos dentro de casa. Isso nos garante muito mais eficiência e agilidade e se transmite nos prazos de entrega", afirma Luiz Vergueiro, Diretor Sr. de Logística do Mercado Livre, com exclusividade para o Jornal Giro News. Para essa modalidade, as entregas ocorrem no mesmo dia para 100 cidades e cerca de 90% de todos os pedidos são entregues em até dois dias.

O desenvolvimento de hubs e parceiros de última milha é outro segredo da melhora no serviço do marketplace, que também passa pela confiança nos sellers, que são ranqueados ou até suspensos da plataforma, de acordo com o feedback de suas vendas e práticas. Além disso, houve um trabalho de formalização dos empreendedores com emissão de nota fiscal.

Soluções para experiência na jornada de compra online crescem 80%
Eventos de Live Shopping registraram um aumento de 80% no último trimestre, diz a Vtex. "Ele (o cliente) está cada vez mais exigente, principalmente no que diz respeito à personalização da jornada de compra. Os diferentes formatos e tecnologias para o varejo se tornaram diferenciais de mercado, e o comércio omnichannel, com diferentes canais de vendas integrados, é uma urgência para os negócios que ainda não são adeptos à modalidade", explica Erick Buzzi, Vice-Presidente Sênior de Vendas, Marketing e Alianças da Vtex Brasil, com exclusividade para o Jornal Giro News.Buzzi ressalta que, nos últimos meses, houve uma crescente demanda por soluções que proporcionam mais experiência para o consumidor. Além do Live Shopping (já citado), as vendas por Whatsapp e ativações dentro das lojas físicas são destaque.

Americanas investe em loja no metaverso
O metaverso é outra ferramenta que foi utilizada em 2022. A Americanas, recentemente, criou sua primeira loja no metaverso, conceito que representa a replicação do mundo real no ambiente virtual. A novidade foi instalada no CryptoSoulRP - um dos servidores do MetaEXP, metaverso baseado no jogo Grand Theft Auto V (GTA) -, que reproduz a cidade do Rio de Janeiro. Com isso, as mais de 2 mil pessoas ativas no servidor poderiam visitar a loja online da Americanas no mapa para interagir e realizar compras com dinheiro virtual de itens como alimentos e bebidas para seus avatares, além de produtos eletrônicos.

"Estamos testando e aprendendo com este universo e nada nos impede de termos, no futuro, outras lojas em diversos outros metaversos, como Roblox, Decentraland, Sandbox, entre outros", afirma a Americanas, em comunicado.

Amazon chega às favelas com projeto em São Paulo
O marketplace vai do mundo virtual para locais até então não tão observados pelas empresas, como as favelas. A Amazon, recentemente, inaugurou uma operação para entregas em favelas pelo país, começando por Paraisópolis, localizada na zona sul de São Paulo. O projeto é resultado de uma parceria com a Favela Llog, startup da Holding de Favelas em conjunto com a Luft Logistics e, dentre os diferenciais, está a entrega de mercadorias inclusive em domingos e feriados. O projeto da Amazon é iniciar o plano em São Paulo por Paraisópolis, Heliópolis e Capão Redondo para, depois, expandi-lo e alcançar até 300 favelas até o final do ano.

Texto: Mauro Balhessa

14/09/2022

Compartilhar

Notícias em destaque