Pular para o conteúdo
Imagem: E-commerce tem queda de 15% em acessos

Apresentando queda desde o fim de 2022, o tráfego das plataformas de e-commerce caiu quase 15% no último mês. Foi o quarto mês seguido de baixa, como mostra a última edição do Relatório Setores do E-commerce, da Conversion. Entre novembro e fevereiro, o número de visitantes únicos caiu 19,6%, passando de 2,6 bilhões para 2,13 bilhões. O desempenho negativo foi puxado pelos acessos via dispositivos web, que caíram 17,3% entre janeiro e fevereiro, e também pelo Carnaval, data considerada fraca para o varejo digital.

23/03/23

Imagem: Foodservice apresentou queda de 3% em compras

As compras de operadores do foodservice tiveram uma queda de 3% em dezembro de 2022 em relação ao mesmo período do ano anterior. Quando comparado a novembro do ano passado, o índice registrado é de menos 1%. A redução pode ser observada em grande parte dos grupos de alimentos, com exceção de farináceos, aperitivos e bebidas. Os dados são do FoodCheck Macrotrends, pesquisa de monitoramento das vendas de categorias de produtos, realizada pelo Instituto Foodservice Brasil (IFB).

02/02/23

Imagem: Valor da cesta básica aumenta 4% no e-commerce

Uma analise feita pela Precifica, empresa especializada em soluções de pricing, indicou um novo aumento do preço da cesta básica no e-commerce da região metropolitana de São Paulo. Com uma elevação de 4,05% no mês de dezembro na comparação com o mês anterior, o valor passou de R$ 640,39 para R$ 666,33. Os itens que mais subiram foram: tomate (9,9%), sal refinado (7,1%), carne bovina (4,4%) e açúcar refinado (3,6%). Os maiores recuos foram do leite integral (-9,1%), café em pó (-8,6%), feijão carioca (-2,9%) e batata (-1,5%).

20/01/23

Imagem: Vendas do canal alimentar caem em dezembro

O mês de dezembro apresentou retração no número de produtos vendidos em supermercados e atacarejos, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. A variação negativa acontece após 2 meses consecutivos de desaceleração no mercado, segundo dados do estudo Radar Scanntech. "2022 registrou um acréscimo de 11,3% no faturamento em relação a 2021, crescimento puxado exclusivamente por um aumento médio de preços de 15,1%, uma vez que as unidades retraíram -3,3%", explica Priscila Ariani, diretora de Marketing da Scanntech. Os aumentos de preços foram os responsáveis pelo incremento de 11% no faturamento do ano.

18/01/23

Imagem: Preço do panetone aumenta 23%

Segundo um estudo realizado pela Scanntech, o panetone foi comercializado a um preço médio 23% mais caro entre agosto e outubro, em relação aos valores praticados no mesmo período de 2021. A alta provocou retração nas vendas de quase 30%, com maior queda registrada em setembro (-33%). Nas três primeiras semanas de novembro, foi observado um aumento de preços de 18% e uma redução de 16% em unidades vendidas. Em 2021, as vendas de panetone cresceram mais de 1.000% no mês do Natal, em comparação com a média do ano.

06/12/22

Imagem: Com Natal, comércio deve crescer 8% em SP

As vendas do comércio varejista no estado de São Paulo devem crescer 8% em dezembro de 2022, impulsionadas pelo pagamento do décimo terceiro salário e pelo consumo do Natal. O porcentual representa R$ 8,8 bilhões a mais do que o faturado no mesmo período do ano passado, chegando a R$ 112,4 bilhões. A projeção é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Após dois anos de pandemia, o montante injetado pelo décimo terceiro na economia do estado deve ser 10% maior, passando de R$ 72,6 bilhões em 2021, para R$ 79,9 bilhões neste ano.

02/12/22

Imagem: Casino planeja vender ações do Assaí ainda em 2022

O grupo francês Casino tem planos de vender ações do Assaí Atacadista nas próximas semanas, segundo informações do Estadão. A operação, que foi anunciada ao mercado em outubro, deve movimentar US$ 500 milhões (cerca de R$ 3 bilhões). A transação tem a intenção de injetar recursos no caixa do grupo. Atualmente, o Casino tem 41% do capital social do Assaí. Em outubro, a companhia afirmou que contratou o BTG Pactual, Itaú BBA e J.P. Morgan para "análise dos termos da potencial transação".

21/11/22