Pular para o conteúdo
Imagem em destaque

Grupo Martins Quer Tirar Pequeno Varejo da UTI

Luta Pela Sobrevivência

Destaque Grupo Martins Quer Tirar Pequeno Varejo da UTI

O grupo, que atende mais de 300 mil lojas em todo o país, vem desenvolvendo um trabalho junto aos pequenos varejistas que estão sucumbindo à crise. Segundo Walter Faria, CEO do Martins, "desse universo que o grupo atende, cerca de 30 mil estão na UTI". Diante disso, o grupo integrou a Universidade Martins e o Tribanco para atender de uma maneira dedicada estes clientes. "Um dos trabalhos que fazemos, por exemplo, é de gerenciamento de categoria. Com uso de um software, mostramos para o varejista como está sua venda por categoria, por seção e a sua margem. A partir disso, mostramos quais produtos ele tem que diminuir espaço em gôndola, quais ele tem que tirar de linha e quais ele precisa incluir em seu mix", explica Walter.

Auxílio Também Financeiro
Além do respaldo técnico na gestão, que incluem temas aparentemente básicos, mas que são carências reais do setor, principalmente olhando para pequenos varejos do interior, a participação do Tribanco vem para dar fôlego ao caixa desses clientes. "Nós estamos liberando de R$ 50 mil a R$ 100 mil de capital de giro, porque esse varejista realmente não está dando conta", informa o executivo, que comemora os resultados prévios dessa ação. "Felizmente, em pouco tempo nós estamos conseguindo resgatar muitos varejistas. Isso reforça a nossa proposta como empresa e nos ajuda também, porque o desenvolvimento e sobrevivência dele é o nosso futuro", conclui.

30/03/2017

Compartilhar

Notícias em destaque