Pular para o conteúdo
Imagem: Anvisa revoga todas as medidas contra Fugini

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revogou todas as medidas de fiscalização sanitária que impôs à Fugini, que produz molhos de tomate, conservas vegetais e outros molhos, como maionese e mostardas. A empresa, localizada na cidade de Monte Alto (SP), teve seus produtos suspensos em março deste ano, após inspeção sanitária. Segundo a agência, com a medida, está liberada a fabricação de todos os produtos da marca. Também foi liberada a comercialização, a distribuição e o uso dos produtos em estoque na fábrica, produzidos até o dia 27/03/2023, e das polpas de tomate utilizadas como matéria-prima, fabricadas ou adquiridas até aquela data.

09/06/23

Imagem: Livraria Cultura pede suspensão de falência

A Livraria Cultura entrou com um recurso para solicitar a suspensão do seu decreto de falência, que foi determinado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo na última semana. No recurso, a rede reconhece que atrasou pagamentos previstos no plano de recuperação por causa da pandemia e de seus impactos econômicos no país, porém também argumenta que está em dia com compromissos financeiros que estariam apontados como pendentes. A lista de credores inclui bancos, varejistas e micro e pequenas empresas.

16/02/23

Imagem: Americanas suspende venda do Hortifruti Natural da Terra

A Americanas suspendeu as negociações para a venda do Hortifruti Natural da Terra. A varejista estava em negociações exclusivas com o St. Marche, em uma transação que movimentaria cerca de R$ 700 milhões. Em comunicado ao mercado, a companhia afirma que "está em discussões com o potencial interessado no HNT para formalizar, de comum acordo, o encerramento do período de exclusividade previamente negociado entre as partes". Segundo a Americanas, a suspensão do processo visa manter seus times concentrados na aprovação do plano de recuperação judicial, bem como nas demonstrações financeiras de 2021 e 2022.

07/11/23

Imagem: Justiça determina suspensão de app do Carrefour

Por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), o Ministério da Justiça notificou, na última semana, o Carrefour sobre o funcionamento do aplicativo Nutri Escolha, que deve ser suspendido pela companhia. A ferramenta dá notas aos produtos de acordo com as informações nutricionais de cada item. Segundo a Senacon, os critérios para as notas são "complexos, unilaterais e sem transparência, o que pode causar confusão, desinformação e ainda resultar em publicidade enganosa aos consumidores". A entidade também encontrou violações ao Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

01/08/22