Pular para o conteúdo
Imagem: Polishop tem pedido de recuperação judicial aceito pela Justiça de SP

A Justiça de São Paulo aceitou o pedido de recuperação judicial da Polishop. A varejista, que acumula dívidas de R$ 352,1 milhões, tem enfrentado problemas financeiros desde 2021. Com a decisão, todas as medidas - como execuções, penhoras e as demais constrições contra a companhia por credores - estão suspensas por 180 dias.

21/05/24

Imagem: Polishop entra com pedido de recuperação judicial

Com dívidas de R$ 352 milhões, a rede de varejo Polishop entrou com pedido de recuperação judicial na semana passada. Atualmente, a Polishop possui 49 lojas físicas abertas em shoppings centers e conta com quase 500 colaboradores, além da atuação no e-commerce e canal de televendas. Desde 2021, a rede tem fechado várias lojas.

17/05/24

Imagem: Varejistas e indústrias em recuperação judicial

Desde 2023, uma série de varejistas, indústrias e empresas de food service têm recorrido à recuperação judicial para reestruturar suas operações e renegociar dívidas. A Casa do Pão de Queijo pediu recuperação judicial, seguindo um movimento já feito por companhias como Polishop, Dia, Subway, Indústria Village, SouthRock, Grupo Petrópolis, Brinox, Três Lobos, Prieto Alimentos e Americanas.

01/07/24

Imagem: Shoppings processam Polishop após medida cautelar para negociar dívidas

Administradoras de shopping centers como General Shopping, Iguatemi e Allos entraram com ações judiciais contra a Polishop, após a varejista ter buscado medida cautelar na Justiça para tentar negociar suas dívidas com credores. Antes de a empresa entrar com o pedido de tutela antecipada, já existiam oito ações de shoppings e duas ações de fornecedores e de uma seguradora de crédito. Dentro desse grupo, a maior dívida cobrada judicialmente é da Philips Domestic Appliances, no valor de R$ 16,4 milhões.

15/04/24

Imagem: Polishop consegue na Justiça proteção contra ordens de despejo e credores

Com plano de reestruturação de dívidas de R$ 400 milhões, a Polishop teve seu pedido aceito pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e se protegeu contra ordens de despejo de suas lojas físicas, bloqueio de ativos financeiros e a retirada de seu site de e-commerce das plataformas de vendas e de marketing. A decisão foi dada pelo juiz Paulo Furtado de Oliveira Filho, que considerou que a tutela antecipa os efeitos da recuperação judicial. Segundo a empresa, o pedido de proteção foi feito por não ter todos os documentos para entrar com a recuperação judicial.

08/04/24

Imagem: Polishop anuncia estratégia de reestruturação e lança modelo de franquias

A partir de abril, a Polishop inicia seu plano de reestruturação e lança um modelo de negócio de franquias. De acordo com a marca, esse é um movimento estratégico para se adaptar às mudanças do mercado pós-pandemia. A expansão vem com o objetivo de aproximar a Polishop do consumidor final, que poderá ter toda experiência do que se encontra nos canais digitais, em uma loja física. Inicialmente, o foco da marca está em São Paulo, posteriormente seguindo para outros estados do Sudeste, Sul e demais regiões do país. A primeira franquia será inaugurada na Zona Sul da capital paulista.

27/03/24

Imagem: Polishop Prevê Abrir 25 Lojas Físicas em 2018

A Polishop, rede especializada em soluções inteligentes para Casa, saúde e beleza, revela que planeja abrir 25 lojas físicas e 18 offices em 2018, com foco em tecnologia e inovação. Entre os planos da empresa, incluem a primeira loja virtual exclusiva da marca de beleza BE Emotion e o uso da plataforma de Realidade Aumentada em diferentes níveis. "Pretendemos terminar o ano com 309 pontos físicos, entre lojas e offices. Além disso, seguimos o plano de fortalecimento de todas as marcas que compõe a Polishop. Muito trabalho está por vir e, em 2018, teremos muitas novidades", revela João Appolinário, presidente da Polishop.

23/03/18