Pular para o conteúdo
Imagem: Magalu supera vendas da Black Friday com liquidação

O varejista Magalu registrou recorde de vendas na última sexta-feira (05), quando realizou a campanha "Liquidação Fantástica", superando o patamar da Black Friday. Segundo a companhia, o pico de vendas por minuto nas lojas físicas foi três vezes maior que o alcançado durante a Black Friday do ano passado. Já no e-commerce, o valor praticamente dobrou na comparação com a data promocional. As vendas nas lojas físicas cresceram 8,3% em comparação à edição de 2023. Também foram registradas altas de 10% na comercialização de serviços, como garantia estendida e seguros, e de 6% na emissão de cartões Luiza.

10/01/24

Imagem: Entre as datas relevantes para o comércio, a Black Friday aparece em terceiro nas intenções de busca

A Black Friday, fenômeno de vendas estadunidense, chegou ao Brasil em 2010. Aos poucos, conquistou a preferência dos consumidores e se consolidou no calendário comercial a ponto de, apesar do período de recessão econômica e pandemia, se manter na terceira colocação entre as principais datas do comércio brasileiro. Esse dado foi revelado pelo estudo da Agência Conversion que utilizou métodos de extração pelo Google Ads. Nos anos que antecederam a chegada da covid-19, 2018 e 2019, a média de buscas pelo termo Black Friday foi de 78 e 74, respectivamente.

18/12/23

Imagem: Acessos no e-commerce recuam 8,6% em dezembro

Depois do ápice de visitas em novembro, por conta da Black Friday, o e-commerce teve queda de 8,6% em dezembro. De acordo com o Relatório Setores do E-commerce no Brasil, realizado pela Conversion, 2,57 bilhões de acessos foram registrados no mês. "A Black Friday é a principal data do comércio brasileiro e, depois dela, é natural que haja uma queda. Por outro lado, muita gente segue procurando presentes para as datas de fim de ano, o que não faz o tráfego cair tão drasticamente", analisa Diego Ivo, CEO da Conversion. Entre os setores, o segmento de importados recuou 20% em comparação a novembro.

29/01/24

Imagem: Panvel registra alta de 20% na campanha de Black Friday

O Grupo Panvel registrou recorde nas vendas na campanha de Black Friday 2023. Entre os dias 20 e 26 de novembro, a Panvel Farmácias chegou a 20% de crescimento nas vendas em relação à semana de promoção do ano passado. O volume é o maior já registrado pela rede desde quando começou as ações para a data, em 2016. Segundo a empresa, todas as frentes de comercialização apresentaram evolução, com cerca de um terço do total de vendas realizado por canais digitais - site e aplicativo - e pela central Alô Panvel. Entre os produtos vendidos, o destaque foi a linha de higiene e beleza, com alta de 27%.

06/12/23

Imagem: Zé Delivery bate recordes de usuários e vendas

O Zé Delivery, aplicativo de entrega de bebidas da Ambev, registrou recordes de vendas e usuários em novembro. O GMV (valor transacionado dentro da plataforma) cresceu 22% no mês, em comparação ao mesmo período do ano passado. Só na sexta-feira de Black Friday (24/11), o GMV aumentou 70%. O app também superou o número de usuários ativos. Foram 5,6 milhões de consumidores em novembro, cerca de 4% acima do nível histórico atingido pelo Zé Delivery durante a Copa do Mundo de 2022. Na Black Friday, as vendas de destilados foram 72% maiores comparando com a data no ano anterior.

04/12/23

Imagem: Procon-SP notifica Mercado Livre e Magazine Luiza

O Procon-SP recebeu mais de 1.500 reclamações de consumidores que tiveram problemas em promoções relacionadas à Black Friday. A maior parte dos relatos refere-se à não entrega ou demora na entrega dos produtos, com um total de 476 queixas (30%). Outros dos principais problemas relatados foram: mudança de preço ao finalizar a compra (221); pedido cancelado após finalização da compra (201); maquiagem de desconto (193); produto e/ou serviço entregue diferente do pedido, incompleto e/ou danificado (135). Com isso, o Procon-SP notificou o Mercado Livre e o Magazine Luiza, que foram as duas empresas que tiveram mais reclamações.

29/11/23

Imagem: Faturamento do e-commerce passa de R$ 4,5 bi na Black Friday

Entre os dias 23 e 25 de novembro, o e-commerce brasileiro registrou mais de R$ 4,5 bilhões em transações na Black Friday. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o valor teve queda de 14,4%. Já o ticket médio, de R$ 659,12, foi 1,3% maior do que em 2022. Esses são dados da plataforma Hora a Hora, da Confi.Neotrust, empresa de inteligência de dados, em parceria com a ClearSale. De acordo com o levantamento, no top 3 de categorias mais vendidas no período estão: eletrodomésticos (20,8%), eletrônicos (15,5%) e telefonia (11,8%).

27/11/23

Imagem: Acessos no e-commerce têm alta de 3,6%

Depois de registrar o segundo pior desempenho do ano em setembro, o comércio eletrônico brasileiro voltou a crescer em outubro. Foram 2,47 bilhões de visitas únicas no mês, o que corresponde a uma alta de 3,6%. Esses são dados da Conversion, agência de Search Engine Optimization (SEO), que revela que o aumento do tráfego foi impulsionado pela demanda inicial da Black Friday. De janeiro a outubro, a média de acessos do e-commerce do país é de 2,51 bilhões por mês. No melhor momento de 2023, foram 2,61 bilhões de visitas registradas em julho. "A tendência é que, daqui até o final do ano, o tráfego do e-commerce permaneça alto", pontua Diego Ivo, CEO da Conversion.

24/11/23

Imagem: Grandes players investem em maior capacidade logística para acelerar entregas na Black Friday

Para acompanhar o movimento e a conveniência do consumidor em uma das datas mais esperadas do varejo - a Black Friday -, os grandes players do mercado estão investindo fortemente em logística. Segundo um levantamento feito pela Confi.Neotrust, encomendado pelo Mercado Pago, a otimização logística tem sido destacada como atributo chave no momento da compra. Para 75% dos entrevistados, o frete gratuito é um atrativo na hora de fechar o pedido, sendo que 1 em cada 3 consumidores veem a entrega rápida como fator decisivo de compra. Para o Mercado Livre, a estratégia é cada vez mais trazer uma experiência de 'quase loja física' para o consumidor com as entregas rápidas.

24/11/23

Imagem: As apostas dos supermercados para a Black Friday

Alimentos e bebidas ganham cada vez mais espaço na Black Friday. De acordo com a NielsenIQ Ebit, a categoria atingiu o maior percentual de intenção em 8 anos. Além disso, um levantamento da IZIO&Co aponta que 97,13% dos shoppers pretendem fazer compras em supermercados. Neste cenário, o varejo alimentar preparou uma série de promoções para impulsionar as vendas na data. Confira!

24/11/23