Pular para o conteúdo
Imagem: Biscoitos, pães e massas movimentam R$ 70 bilhões em 2023

As indústrias de biscoitos, massas alimentícias, pães e bolos industrializados registraram faturamento de R$ 70,464 bilhões em 2023, valor que representa uma alta de 9,6% em relação a 2022. Segundo a Abimapi, o número demonstra uma tendência positiva para o setor este ano.

06/05/24

Imagem: Nestlé incrementa portfólio de biscoitos

A Nestlé anuncia uma nova versão de Tostines, feita com especiarias, e a extensão da linha de biscoitos recheados Fininhos. Segundo a companhia, o biscoito de especiarias traz um sabor muito explorado fora do país, inspirado na receita belga. Já na categoria de biscoitos recheados, as apostas são Negresco Fininho Peanut Butter, com casquinha de chocolate e recheio de pasta de amendoim, e Passatempo Fininho Avelã, marcando a primeira vez em que o biscoito é produzido em formato redondo. Os produtos estão disponíveis para varejistas de todo o país.

13/03/24

Imagem: Sol lança linha de biscoitos Dolce Plus

A Sol, marca da J.Macêdo, lança a linha de biscoitos Dolce Plus, com as versões café, torta de maçã e doce de leite, em embalagens de 360g. Outra novidade é o biscoito doce sabor leite, com 350g. A linha Dolce Plus é a versão doce da Salt Plus da marca. Os produtos já estão sendo distribuídos nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Ainda neste ano, serão lançados os biscoitos salgados nos sabores manteiga e gergelim. Ao todo, a marca tem mais de 40 itens nas categorias de farinha de trigo, misturas para bolos, biscoitos, gelatinas e snacks. Em biscoitos, a Sol passa a contar com 17 produtos.

06/10/23

Imagem: Tuc

Há 50 anos no mercado, a marca Tuc's, que pertence à Bela Vista, tem observado mudanças na categoria de biscoitos. Uma delas é o consumo on the go, aliado a crescente busca por snacks, que fez a marca investir em uma versão menor do produto, para além das opções com 100g. Jorge Conti, CEO da Bela Vista, revela que o Tuc's Crush, com três sabores, está há 5 anos no mercado e segue ganhando representatividade no negócio. "É um produto que não muda o conceito, mas muda a apresentação, com 60g, e tem biscoitos tamanho mini para um consumo rápido", destaca o executivo, em entrevista exclusiva ao Jornal Giro News.

22/09/23

Imagem: Cestas Abimapi movimentam R$ 65 bilhões em 2022

As categorias abarcadas pela Abimapi (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados) movimentaram mais de R$ 65 bilhões em 2022, quase 25% a mais na comparação com 2021. Em relação ao volume, o setor ultrapassou 5 bilhões de toneladas. Segundo a entidade, o destaque de canal em 2022 foi o cash & carry, que teve aumento nas compras de abastecimento. Por categoria, a venda de biscoitos cresceu 22% no ano, para mais de R$ 29 bilhões. Em massas, a movimentação foi de R$ 13,4 bilhões, com alta de 23%. Já os bolos industrializados avançaram 25%, para mais de R$ 2 bilhões.

12/05/23

Imagem: Mondelēz investirá R$ 1 bilhão no Brasil

Como parte de sua estratégia de crescimento no Brasil, a Mondelēz investirá R$1 bilhão na ampliação da capacidade produtiva de suas fábricas em Curitiba (PR) e Vitória de Santo Antão (PE). O aporte será 70% maior que o valor aplicado pela companhia no último ano. "Nosso investimento contempla não só a expansão da capacidade das nossas operações, como também o nosso olhar estratégico para crescimento inorgânico, orgânico, com entrada em novas categorias", destaca Liel Miranda, presidente da Mondelēz no país. O valor será direcionado, principalmente, para as linhas de chocolate e biscoitos.

02/05/23

Imagem: Camil espera concluir compra da Mabel em novembro

A conclusão da compra da empresa Mabel deve ocorrer no início de novembro, de acordo com o Diretor-Presidente da Camil, Luciano Quartiero. A aquisição de R$ 152,8 milhões foi anunciada em agosto deste ano e aprovada pelo Cade em setembro. A transação marca a entrada da Camil em biscoitos. Até então, a empresa atuava apenas em massas na cadeia de trigo. Segundo o Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Camil, Flávio Vargas, a empresa também estuda a entrada no segmento de farinha de trigo, como frente para consumo interno e varejo.

18/10/22