Pular para o conteúdo
Imagem: Nubank se torna o 4º banco com mais clientes no Brasil

O Nubank atingiu 80 milhões de clientes no Brasil neste mês, o que eleva o total para 85 milhões, somadas as operações do México e da Colômbia. No início de 2023, eram 73,1 milhões de usuários cadastrados na plataforma no país. Segundo dados do Banco Central, com isso, o Nubank se torna a quarta maior instituição financeira do Brasil. O banco fica atrás apenas da Caixa (150 milhões de clientes), do Bradesco (104 milhões) e do Itaú Unibanco (99 milhões). Em outubro do ano passado, o Nubank estava na quinta posição, mas desde então, ultrapassou o Banco do Brasil, que somou 74 milhões de clientes em junho.

26/07/23

Imagem: Ecossistema Open Finance dobra de tamanho no Brasil

Com três anos de operação do Open Finance no Brasil, as instituições representadas pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) já investiram mais de R$ 2 bilhões no projeto. Neste último ano de operação, foi observado um crescimento expressivo do ecossistema, com o número de consentimentos evoluindo de 21 milhões, em janeiro de 2023, para 42 milhões em janeiro de 2024, um crescimento de 100% no período. "O engajamento dos bancos, por intermédio da Febraban, tem sido determinante para a implantação do Open Finance no Brasil."

06/02/24

Imagem: Americanas faz acordo com bancos

A Americanas firmou um acordo com alguns bancos credores para a suspensão de disputas judiciais em curso. A companhia, que está passando por uma recuperação judicial após descobrir um rombo contábil de cerca de R$ 20 bilhões em janeiro, não revelou com quais bancos chegou a um acordo. A varejista confirmou que, com o acordo, espera que "as partes envolvidas foquem seus esforços na negociação de um plano de recuperação judicial que seja aceitável para a maior parte dos credores da companhia e que viabilize o futuro operacional da Americanas".

12/04/23

Imagem: Ranking: As marcas mais valiosas do Brasil

Com crescimento de 9% em 2022, o Itaú lidera o ranking das marcas mais valiosas do mercado brasileiro. O top 5 tem como destaque os bancos e as marcas de cerveja. Segundo a Interbrand, responsável pelo estudo, as 25 marcas brasileiras mais valiosas do ano somam valor de mercado superior a R$ 153 bilhões. Essa quantia é 6% maior do que o valor de mercado das marcas que compuseram o ranking do ano anterior. O canal alimentar é representado por companhias como Assaí Atacadista e Atacadão, que aparecem em 20º e 21º lugares, respectivamente. Já o maior crescimento, de 14%, foi registrado pela Renner, na 11ª posição.

28/03/23

Imagem: Americanas revela mais de 7 mil credores

A Americanas entregou, nesta quarta-feira (25), a relação de débitos e credores à 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, que aceitou o pedido de recuperação judicial da varejista na última quinta-feira (19). O documento apresenta 7.967 credores, entre pessoas físicas, jurídicas e entes federados, com dívida total de R$ 41,235 bilhões. Dentre os credores, um dos segmentos que aparecem na lista é o de fabricantes de chocolates: Nestlé (dívida de R$ 259 milhões), Mondelez (R$ 97 milhões), Hershey (R$ 16,7 milhões) e Neugebauer (R$ 15 milhões).

25/01/23

Imagem: Saque e Troco Somam 71,1 Mil Transações

O Pix Saque e o Pix Troco, funcionalidades lançadas em novembro de 2021, atingiram 71,1 mil transações até janeiro, feitas por 43 mil pessoas. Na primeira modalidade, o cliente faz um Pix através de QR Code ou aplicativo, e recebe de volta a quantia em espécie. Já no Pix Troco, o usuário faz um pagamento em um valor maior pelo produto ou serviço que esteja adquirindo, e recebe de volta a diferença em espécie. Do total de transações, 97,7% correspondem ao Pix Saque e a maior parte aconteceu em municípios interioranos (73%), com destaque para a região Sul.

21/02/22

Imagem: Investimento em Tecnologia Cresce 48% nos Bancos

Em 2019, os investimentos feitos pelo setor bancário em tecnologia cresceram 48% em relação ao ano anterior. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o orçamento total chegou a R$ 24,6 bilhões, somado aos gastos do setor em TI, que tiveram alta de 14%. Os aportes em software chegaram a R$ 13,2 bilhões, 54% do total. Os dados são da Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2020 (ano-base 2019), que aponta que os canais digitais foram responsáveis por 63% das transações no ano passado. Apenas o mobile banking representou 44%, com 39,4 bilhões operações em todo o país. Ao longo do ano, foram 89,9 bilhões de transações bancárias, alta de 11%.

19/06/20

Imagem: Instituições Crescem, Mas Sentem Novo Momento

Nota Atualizada* O Itaú Unibanco, o Santander Brasil e o Bradesco, os três maiores bancos privados do País, encerraram o último trimestre de 2019 com um ritmo de crescimento menor em relação aos períodos anteriores. Ao todo, o trio apresentou um lucro líquido de R$ 17,667 bilhões no período - alta de 12,44% em relação aos últimos três meses de 2018. No ano, os resultados registraram um crescimento maior: o montante foi de R$ 68,8 bilhões, com expansão de 15,25% frente aos R$ 59,695 bilhões registrados em 2018. O resultado positivo foi puxado, principalmente, pelo crescimento do crédito para pessoas físicas e pequenas empresas.

12/02/20