Pular para o conteúdo
Imagem: Mini fazenda vertical é instalada em unidade do GPA em SP

A 100% Livre, empresa que utiliza tecnologia de agricultura vertical, instalou uma vending machine de seus produtos na unidade do Pão de Açúcar na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, em São Paulo (SP). A máquina simula o funcionamento de sua fazenda vertical e traz o mesmo ambiente controlado e as tecnologias para a produção de hortaliças, temperos e microverdes. O funcionamento da vending machine é no modelo de autoatendimento, onde o cliente seleciona suas hortaliças e realiza o procedimento de compra e colheita sem precisar tocar nos vegetais. O sistema aceita pagamento via cartões de débito e crédito, Pix, VR e dinheiro.

18/09/23

Imagem: Categoria de FLV é comprada por 58% dos clientes do varejo

As frutas, legumes e verduras são consumidas por 58% dos clientes no varejo. Segundo dados da Nielsen Consultoria, apresentados pela entidade IFPA, a categoria pode fazer o cliente mudar a loja em que vai comprar, se não encontrar produtos frescos de qualidade. "O FLV é a porta de entrada e o gatilho de fidelização do cliente no varejo. A cesta de perecíveis é a mais relevante para o consumidor e provoca aumento na frequência", analisa Roberto Butragueño Revenga, Diretor de Atendimento ao Varejo e E-commerce da NielsenIQ Brasil. Esse ano, a categoria já vendeu R$ 19,2 bilhões.

12/12/22

Imagem: Setor de FFLV cresce 8,5% em vendas no 1º trimestre

Segundo dados da Nielsen divulgados no International Fresh Produce Association (IFPA), no primeiro trimestre o segmento de produtos frescos (flores, frutas, legumes, verduras e ovos) faturou R$ 10,3 bilhões e teve aumento de 19% em market share, com crescimento de 8,5% em vendas e 5,5% em volume.

20/05/24

Imagem: Preço de Alimentos no Atacado Cai 4,32% em 2017

O índice de preço da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) apresentou queda acumulada de 4,32% no ano passado, favorecida pelo clima e pela recuperação da economia. "Com juros mais baixos, o setor, no geral, conseguiu se recuperar das dificuldades enfrentadas em 2016, aumentando os investimentos e o volume ofertado", informa a Ceagesp, em comunicado. Com mais produtos no mercado, os preços dos cerca de 150 alimentos acompanhados pelo índice Ceagesp encerraram o ano com queda. Frutas e diversos registraram reduções expressivas ao longo do ano. Verduras e pescados, entretanto, fecharam o ano com elevação.

10/01/18