Pular para o conteúdo
Imagem: Vinícolas pagarão R$ 7 milhões em indenização

Após denúncias de trabalho análogo à escravidão em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, as vinícolas Aurora, Garibaldi e Salton assinaram um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho (MPT). O acordo prevê pagamento de R$ 7 milhões de indenização por danos morais individuais e coletivos. As três empresas também assumiram 21 obrigações em relação à cadeia produtiva de vinhos, como o monitoramento dos direitos trabalhistas. Já a terceirizada Fênix pagou verbas rescisórias de R$ 1,1 milhão até o momento. Segundo o Termo, o descumprimento das medidas implica em multa diária de até R$ 300 mil.

13/03/23