Pular para o conteúdo
Imagem: Consumidor passa a fazer compras menores e ir mais vezes ao PDV

Os padrões de consumo no varejo alimentar estão passando por transformações significativas. Agora, os consumidores têm ido mais vezes às lojas, como supermercados e atacarejos, e estão optando por compras menores. É o que mostra uma pesquisa feita pela Scanntech, empresa de inteligência para o setor de varejo. O levantamento ainda revela que o consumidor também está mais condicionado a realizar compras por impulso - até R$ 100 -, que correspondem a 65,4% em 2023, seguidas dos gastos para reposição - compras de R$ 101 até R$ 500 -, com 30,4%.

18/03/24

Imagem: Black Friday terá aumento na busca por alimentos e bebidas

As previsões da NielsenIQ Ebit, empresa de análises e insights do mercado de e-commerce, apontam que as vendas durante a Black Friday de 2023 vão ter uma mudança no comportamento do consumidor, com o aumento na busca por alimentos e bebidas. A categoria atingiu o maior percentual de intenção em 8 anos. Além disso, também houve um crescimento da importância do "esquenta Black Friday" - dias que antecedem o período promocional. 22% dos shoppers brasileiros declararam que vão buscar alimentos e bebidas, diferença levemente superior aos 21% registrados em 2022, e o maior patamar pelo menos desde 2015.

13/11/23

Imagem: Pesquisa indica que apenas 12% dos consumidores não fazem pedidos por delivery

Segundo uma pesquisa realizada pela Galunion em março e abril deste ano, atualmente apenas 12% dos consumidores indicam não fazer pedidos por delivery. Se considerar os consumidores que pedem também para retirar no local, o número de pessoas que pedem por delivery ou para retirar chega a 92%. Desse total, 56% realizam pedidos na frequência que gostariam, 37% gostariam de pedir mais vezes e 7% gostariam de pedir menos vezes. O levantamento foi feito com mais de mil consumidores de todo o Brasil, acima de 18 anos, das classes A, B e C.

11/04/24

Imagem: Mercado Livre tem alta de 40% em vendas de produtos sustentáveis

A compra de itens sustentáveis cresceu 40% no Brasil, ficando acima da média da América Latina, onde o crescimento foi de 30%. Os dados são de uma pesquisa feita pelo Mercado Livre, com dados coletados de abril de 2022 a março de 2023, entre os usuários da plataforma no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai. O estudo aponta que, no mercado brasileiro, foram adquiridos 4,2 milhões de produtos considerados sustentáveis. Dos mais de 4,4 milhões de usuários que compraram produtos de impacto positivo na América Latina, o Brasil responde por 60% dessa fatia, um crescimento de 29% em relação ao levantamento anterior.

21/08/23