Pular para o conteúdo
Imagem: Vendas no E-commerce Crescem em Agosto

As vendas online cresceram 17,2% no mês de agosto, em relação ao mesmo período do ano passado, o maior crescimento do canal em 2015, de acordo com o SpendingPulse, relatório mensal sobre o varejo da MasterCard, enquanto que as vendas totais do varejo físico recuaram 4,7%. O crescimento médio das vendas eletrônicas no terceiro trimestre do ano foi de 14,3%, acima dos 9,8% no segundo. Os setores de móveis, eletrônicos, artigos farmacêuticos e vestuários tiveram um desempenho superior à média do canal de distribuição.

17/09/15

Imagem: Preços Caem 0,95% em Agosto

Os preços de produtos comprados pelo e-commerce sofreram queda de 0,95% em agosto ante julho, de acordo com o Índice de Inflação na Internet (e-flation), calculado pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar). No acumulado de 12 meses, os preços tiveram recuo de 0,44%. Das categorias avaliadas, sete apresentaram deflação mensal: Brinquedos (-0,67%), Cine e Fotos (-4,65%), Eletrodomésticos (-1,82%), Eletroeletrônicos (-1,66%), Informática (-4,69%), Livros (-8,41%) e Telefonia e Celulares (-1,44%). Já CDs e DVDs (6,42%), Medicamentos (1,52%) e Perfumes e Cosméticos (12,83%), contabilizaram inflação.

17/09/15

Imagem: Índice Tem Queda de 4,6% em Agosto

Pelo nono mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) registrou queda ao passar de 77,5 em julho para 73,9 pontos em agosto (-4,6%), de acordo com a FecomercioSP. Com isso, o indicador atingiu o menor nível da série histórica iniciada em março de 2011. O ICEC do setor de não duráveis atingiu 69,6 pontos em agosto, queda de 6,2% na comparação mensal e 29,3% na comparação anual. No setor de semiduráveis, o indicador registrou 80 pontos (retrações de 8,2% e 22,9%), enquanto no setor de duráveis o índice atingiu 73,8 pontos (-1,4% e -22,2%).

10/09/15

Imagem: Índice de Famílias Paulistanas Despenca em Agosto

O índice que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) em São Paulo registrou a décima retração mensal consecutiva ao cair 7,4% em agosto, na comparação com julho, segundo a FecomercioSP. Com isso, atingiu um novo recorde da zona de pessimismo: 70 pontos. Se comparado ao mesmo período do ano passado, a queda foi ainda maior (-35,1%). O item Nível de Consumo Atual voltou a cair tanto na comparação mensal (-10%) quanto na comparação anual (-42,5%), indicando que as famílias vêm consumindo cada vez menos.

03/09/15